Fale Conosco
:: Sbado, 16 de Dezembro de 2017
A A A









Valid XHTML 1.0 Strict  CSS vlido!

História

O Centro Regional do Nordeste, com sede em Natal, foi estabelecido lá pelos idos de 1970, quando o INPE chamava-se Comissão Nacional de Pesquisas Espaciais (CNAE) e assinou um convênio com o Governo do Estado e Universidade Federal do RN, visando estabelecer um núcleo de apoio aos lançamentos de foguetes e balões operados na Barreira do Inferno.

O convênio tripartite deveria estabelecer um Centro de Computação (o primeiro computador instalado no RN), uma Estação de Televisão Universitária com duas repetidoras (Mossoró e Serra de Santana) e fazer um levantamento do sistema educacional do RN, visando estabelecer o chamado Projeto SACI.

Este ambicioso Projeto pretendia fazer funcionar um sistema educacional usando rádio, televisão e um moderníssimo material didático para fazer ensaio de TELEDUCAÇÃO, usando satélite.

Foram sorteadas 500 escolas primárias em todo o Estado do RN, nas quais foram instalados aparelhos de rádio e televisão. Durante seis anos foram ministrados cursos de Capacitação de Professores Leigos e as três primeiras séries primárias. O coroamento do Projeto foi o uso de antenas parabólicas nas escolas, já no interior mais remoto para receber as aulas que eram transmitidas da Sede do INPE, em São José dos Campos-SP, usando o satélite americano ATS-F, ou seja, em 1975 foram instaladas no RN as primeiras antenas parabólicas para operar com satélite, em todo o Brasil.

Verificada a viabilidade e eficácia do Projeto SACI, o INPE transferiu para quem de direito o Projeto, isto é, UFRN e Secretaria de Educação do Estado e voltou-se inteiramente para as atividades espaciais.

Passou a desenvolver equipamentos destinados à conexão com satélites, entre outros, montou uma Plataforma de Coleta de Dados (PCD) para operar com o Sistema CLS/ARGOS e já em 1983 a primeira PCD brasileira era testada e homologada nos laboratórios da CNES – França. De lá para cá a atividade de coleta de dados via satélite tem tomado dimensões nacionais, hoje com 350 unidades operando em todo o Brasil, inclusive operando com os satélites brasileiros.

Paralelamente, ao longo destes últimos vinte anos, foram montados o INPE de Fortaleza-CE e de São Luís-MA , unidades subordinadas a Natal e com um leque grande de atividades ligadas aos projetos mais importantes do INPE.

É com orgulho que hoje, o Centro Regional do Nordeste, olhando de soslaio para o passado recente, vê o quanto já foi feito pela equipe que, empenhada em crescer, tudo tem feito pelo INPE e, destarte, pelo Brasil.



Links Relacionados